Casos de Sucesso

Segurança Patrimonial Eletrônica

O desafio: Dentre as conclusões de um projeto anterior que estudara o canal de comercialização da Intelbras, a equipe de Análise Estratégica de Negócios do CDM da CERTI apontou a existência de interessantes oportunidades para a empresa no mercado de equipamentos para segurança patrimonial eletrônica. Visando subsidiar sua tomada de decisão para ingressar neste novo nicho, a Intelbras solicitou à CERTI uma análise do setor e recomendações de estratégias. O desafio estava na inexistência de experiência da empresa com este segmento.

O Desenvolvimento: A realização do projeto abrangeu a análise do canal de comercialização, a identificação dos segmentos do mercado e a compreensão do perfil consumidor de segurança eletrônica. A investigação considerou também a base de capacidades empresariais da Intelbras que poderiam ser transferidas de forma sinérgica para explorar a nova oportunidade. A frente de mercado foi complementada por ampla pesquisa das tecnologias em uso, construção de roadmaps e identificação das tendências do setor. O projeto caracterizou claramente o segmento de segurança patrimonial eletrônica no Brasil e no mundo. Foram feitas recomendações para a estratégia de entrada e de posicionamento da Intelbras no novo mercado. Com base em investigações do mercado e do canal de comercialização, foi estimado o volume financeiro e o potencial de novas receitas a serem captadas pela empresa. A partir das conclusões da análise dos segmentos de mercado, foram elaboradas sugestões detalhadas para o portfólio de produtos e as suas janelas de trabalho no curto, médio e longo prazo.

O resultado: Seguindo as recomendações e sugestões apontadas pela CERTI em apresentações e relatórios, em 2007, a Intelbras entrou no mercado de segurança patrimonial eletrônica, tornando-se, hoje, um importante player deste setor no mercado brasileiro, com uma produção mensal de 100 mil equipamentos.