Comunicação

Plano Estadual de Recursos Hídricos visa orientar o Poder Público no gerenciamento das águas de SC

15/03/201810:00:57

A tarde da última quarta-feira (14/03) foi marcada pela cerimônia de lançamento do Plano Estadual de Recursos Hídricos de Santa Catarina (PERH/SC), uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), para orientar o Poder Público no gerenciamento das águas do território catarinense. O evento, realizado no auditório do CELTA, no Parque Tecnológico Alfa, contou com a presença do Secretário do SDS, Carlos Chiodini (MDB), e do presidente da Fapesc, Sergio Gargioni, além do superintendente da Fundação CERTI, José Eduardo Fiates, e outras autoridades vinculadas ao Governo do Estado.

O projeto, elaborado e executado pela CERTI com apoio da Fapesc, foi realizado em 18 meses e contou com investimentos de aproximadamente R$ 3 milhões. “Trata-se de um instrumento de planejamento que indica as principais demandas de água e sinaliza, por meio de um balanço hídrico, as condições atuais e futuras de uso”, sintetizou o diretor de Recursos Hídricos da SDS, Bruno Beilfuss.

De acordo com o coordenador do projeto, Vinicius Ragghianti, da CERTI, o estudo mostrou, entre outras coisas, que alguns setores demandam maior atenção no estado. “A irrigação é a atividade que mais consome, com 45%. A população representa 23% do uso de água estadual. Depois vem a indústria, com 22%. Por isso, apresentamos diversas propostas, como a melhoria no saneamento básico, a otimização do uso da água em atividades agrícolas e na indústria, e a gestão de reservatórios e barragens”.

Durante a cerimônia, o Secretário do SDS, Carlos Chiodini, destacou a importância do planejamento de longo prazo para a gestão das águas catarinenses. O secretário também mencionou a crescente relevância do tema, citando a realização do Fórum Mundial da Água em Brasília, de 18 a 23 de março. “Neste mês em que comemoramos o Dia Mundial da Água, o Governo de Santa Catarina mostra que está cumprindo seu dever de promover políticas públicas de preservação e proteção dos recursos naturais”, complementou Chiodini.

Neste contexto, o superintende geral da CERTI, José Eduardo Fiates, reiterou a valorização da água como um fator inédito da iniciativa. Fiates salientou a participação dos atores da área de recursos hídricos na elaboração do projeto. “Ficamos felizes por articular todos os agentes que foram chave neste processo. Existe um ecossistema composto por representantes do Governo, universidades, entidades da sociedade civil e empresas, que representam uma comunidade chave para implementar o Plano”.

Antes do encerramento, o diretor do Centro de Economia Verde da CERTI, Marcos Da-Ré, ainda fez uma apresentação sobre os resultados obtidos durante a elaboração e execução do PERH/SC. Também foram exibidos o vídeo institucional e o Atlas do Plano — o documento também foi distribuído para a público presente na solenidade. Ambos estão disponíveis para visualização online no site aguas.sc.gov.br.

Voltar ao índice