Laboratório-Fábrica em Tecnologias da Indústria 4.0 recebe aporte de R$ 23 milhões - CERTI Insights
  • pt-br
+55 (48) 3239-2000
comercial@certi.org.br
  • pt-br

Laboratório-Fábrica em Tecnologias da Indústria 4.0 recebe aporte de R$ 23 milhões

Recurso do Programa Prioritário HardwareBR viabiliza implantação da Fase 2 do projeto LabFaber 4.0, operado pela Fundação CERTI

O LabFaber, operado pela Fundação CERTI em Florianópolis, recebeu R$ 23 milhões do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), no início de maio. O LabFaber é um laboratório-fábrica de referência para a indústria no desenvolvimento, experimentação, disseminação e capacitação em tecnologias da Indústria 4.0 e tem como principal  financiador os recursos do Programa Prioritário HardwareBR da Lei de Informática (agora lei de TIC), por meio de um projeto de P&D&I. Com o aporte de recursos pelas empresas de TIC ao Programa Prioritário, o MCTI viabilizou os R$ 23 milhões para a execução da segunda fase do projeto.

O recurso possibilita a implantação de plataformas de referência tecnológica para pesquisa, desenvolvimento, experimentação, disseminação e capacitação de tecnologias relacionadas à indústria 4.0, cooperações tecnológicas e geração de cases de referência. No contexto do Programa Prioritário HardwareBR, as empresas podem aplicar seus recursos de P&D na Lei de Informática, fortalecendo competência nacional e manufatura avançada e tecnologias da Indústria 4.0, sendo o LabFaber um dos mecanismos. 

Desde 2002 a Fundação CERTI opera em Florianópolis (SC) o conceito de laboratório-fábrica para desenvolvimento, prototipagem, testagem e operação de  tecnologias e infraestruturas avançadas de apoio à competitividade dos setores produtivos no país, em especial aos segmentos com produtos de maior complexidade tecnológica, como  TIC,  eletromédicos, aeronáutico, aeroespacial e defesa. Neste contexto, foi criado o LABelectron, que tornou-se referência no apoio à indústria na Manufatura Avançada de Eletrônica em Pequenas Séries. Do LABelectron evoluiu a proposta de ampliação da experiência de laboratório-fábrica e das tecnologias para consolidar um Empreendimento Nacional para Desenvolvimento, Aplicação e Demonstração de Tecnologias da Indústria 4.0, em um ambiente real de manufatura, focado na competitividade industrial brasileira, o LabFaber.

Operado como uma ação mobilizadora de interesse nacional, o LabFaber totaliza investimentos na ordem de R$ 60 milhões ao longo de cinco anos, sendo grande parte viabilizados com recursos aportados pelas empresas ao Projeto LabFaber 4.0 via o Programa Prioritário HardwareBR da Lei de TIC.

“Neste acirrado cenário de competição global, o Brasil precisa aumentar a velocidade da transformação digital, desde o desenvolvimento de produtos, passando pela manufatura até o supply chain, para encadear de forma produtiva todos os processos. O LabFaber, em cooperação com o SENAI/SC no Instituto da Indústria, se consolida como um importante mecanismo de suporte às empresas nesta corrida contra o tempo”, diz o Superintendente de Operação da CERTI, Günther Pfeiffer.

Português