• pt-br
+55 (48) 3239-2000
comercial@certi.org.br
  • pt-br

Sustentabilidade na implantação de laboratórios metrológicos

COMPARTILHE ESSE POST:

Você já pensou em abrir um laboratório que tenha foco na prestação de serviços tecnológicos (calibração, ensaios, amostragem, medições…) seja para prestação de serviço interno para sua indústria ou mesmo como um fornecedor de terceira parte? Se sua resposta for sim, então com certeza você já se perguntou como garantir que esse seu negócio seja sustentável, ou seja, como ele conquistará a sua continuidade ao longo do tempo. 

Um negócio sustentável possui o equilíbrio entre os impactos sociais, econômicos e ambientais tanto em suas ações presentes, quanto no seu planejamento de futuro. Porém o que notamos é que a gestão desse “tripé da sustentabilidade” pode ser um entrave na determinação do ponto de equilíbrio (quando receitas e despesas são equiparadas) em alguns negócios. Quando isso acontece, geralmente a sustentabilidade é determinada com uma visão neoclássica, trazendo a análise dos impactos exclusivamente para valores monetários. 

Dessa forma, o uso de ferramentas financeiras conhecidas, como o cálculo do ROI (return over investment) ou o PayBack, podem ser utilizadas para comprovação da sustentabilidade dos investimentos. Porém, não levarão em consideração as peculiaridades de um laboratório de metrologia e seus custos de implantação e manutenção. 

Vamos entender neste texto quais são os principais custos de um laboratório de metrologia. 

Quais os gastos de um laboratório de metrologia?

Um laboratório possui muitas peculiaridades e alguns pontos de atenção a serem considerados quando o assunto é sustentabilidade de um negócio. Ele deve, claro, ser entendido como uma instituição que deve entregar lucro aos seus investidores, porém, precisam ser também considerados os altos investimentos em infraestrutura.

Isso se deve pois o equilíbrio de um laboratório de metrologia depende do acompanhamento constante tanto técnico (de manutenção dos equipamentos, que costumam ter alto valor) quanto do valor dos serviços e a necessidade de estar com preços equilibrados em relação ao mercado. Vamos entender melhor alguns gastos que envolvem um laboratório de metrologia.

Investimentos

Investimentos são todos aqueles gastos ativados em função de sua vida útil ou de benefício atribuível a futuro período. Um laboratório de metrologia depende de basicamente 3 grandes investimentos: 

  1. equipamentos suficientemente capazes;
  2. ambiente controlado conforme necessidade das grandezas a serem tratadas; e
  3. funcionários treinados em procedimentos para operar e interpretar os resultados obtidos pela estrutura.

Dependendo do nível de exatidão exigido e das grandezas de interesse, o custo da implantação de estruturas de refrigeração, equipamentos e padrões podem variar bastante, além de que o conhecimento necessário para operá-los tende a variar da mesma forma.

Vamos tomar como exemplo uma medição dimensional: um jogo de blocos padrão para calibrar paquímetros em um pequeno laboratório tem investimento irrisório quando comparado à implantação de um laboratório de medição por coordenadas para medição de peças padrão.

Custos 

O que são custos? Custos são aqueles gastos que aferimos relativos à produção do nosso serviço. Dentro de qualquer negócio eles podem ser fixos (aqueles que independem do volume de produção ou venda) e variáveis (estão diretamente relacionados com o volume 

de produção ou venda). E em um laboratório?

Nos custos fixos de um laboratório de metrologia, além das tradicionais rubricas financeiras como salários e encargos, incluem-se as calibrações dos padrões ou sistemas de medição (de acordo com as periodicidades definidas). Inclui-se também os custos com a acreditação – caso seja essa a opção – e as manutenções dos sistemas de controle e atuação – refrigeração, controle de umidade e poeira, dentre outros dependentes das grandezas a serem medidas, também devem ser consideradas como custos fixos.

Como os custos variáveis são os dependentes do nível de operação dos laboratórios, podemos tomar como exemplos os reagentes utilizados para alguns ensaios, padrões em ensaios destrutivos, a eletricidade extra de equipamentos de alto consumo, transportes e logística.

Esses custos somados, quando comparados diretamente com o custo da terceirização da metrologia, normalmente não indicam economia à empresa – salvo em casos de alta demanda por um mesmo ensaio, medição ou calibração. Por outro lado, essa comparação pura não representa o valor no ambiente complexo de uma empresa.  Esta complexidade é que deve ser buscada para uma melhor tomada de decisão entre internalização ou terceirização de um laboratório metrológico.

A determinação do valor da metrologia

A possibilidade de trazer conhecimento metrológico disponibilizado em todas as fases do desenvolvimento e fabricação dos produtos pode trazer ganhos geralmente não calculados em análises de viabilidade de laboratórios metrológicos. São exemplos a serem considerados:

  • agilidade nas respostas na resolução de dúvidas durante o processo de fabricação ou de desenvolvimento, não atrasando linhas de produção ou garantindo a continuidade da qualidade dos processos;
  • lucro cessante no envio de equipamentos para calibração, perdido na logística de envio dos equipamentos e padrões;
  • duplicação de equipamentos (e seus custos extras relacionados) para cobrir ausências dos sistemas de medição quando enviados para calibração,
  • apoio interno no desenvolvimento e acompanhamento de programas de confiabilidade de medições;
  • criação de processos muito rígidos devido à falta de conhecimento metrológico no projeto, planejamento e controle, exigindo infraestrutura cara e dispendiosa, além da incidência de não conformidades e refugos desnecessários;
  • internalização de conhecimento, geração de empregos e redução de transporte de equipamentos, reduzindo o impacto ambiental.

Esses pontos, de acordo com o negócio a ser analisado, nos indica uma realidade próxima à figura abaixo:

É certo que a determinação exata dos valores acima listados é difícil em um ambiente complexo, onde combinações de situações trazem resultados completamente imprevisíveis. Ainda, a tarefa complica-se mais quando é necessário trazê-los para valores monetários (visão neoclássica), pois muito possivelmente nem toda a cadeia de rastreabilidade consegue ser implementada com economicidade na empresa, restando saber o que será ou não internalizado.

A CERTI, com sua expertise de manter um laboratório de referência por mais de 35 anos, tem acompanhado e dado suporte para outros laboratórios em consultorias que visam o entendimento de cada laboratório das suas especificidades e seu ponto de equilíbrio, para que então o passo do crescimento sustentável seja dado.

Interessou? Entre em contato e vamos discutir a realidade do seu laboratório!

Acesse e saiba mais: www.metrologia.certi.org.br

COMPARTILHE ESSE POST:
Português