• pt-br
  • en
+55 (48) 3239-2000
comercial@certi.org.br
  • pt-br
  • en

Testes imunológicos e PCR: como o conceito do PodiTrodi ajuda no diagnóstico rápido

COMPARTILHE ESSE POST:

Doenças tropicais são uma preocupação constante em boa parte do mundo, exigindo coordenação entre autoridades, pesquisadores e agentes de saúde para tentar freá-las e mitigar suas consequências. O diagnóstico tradicional é feito por testes imunológicos laboratoriais que nem sempre estão disponíveis nos rincões do planeta, criando-se demandas para inovação no setor. 

Segundo a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF), aproximadamente 500 mil pessoas morrem todos os anos por conta de doenças tropicais em todo o mundo, como dengue, doença de Chagas, febre amarela, leishmaniose e malária.

Se incluirmos todas as patologias transmitidas por insetos, um problema típico dos países tropicais, o número de óbitos chega a 1 milhão, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, o combate a essas doenças ainda é muito irregular. Algumas ações surtem efeito, como a redução de 38% dos casos de malária no país em 2019; por outro lado, outras deixam muito a desejar, como fica claro no aumento de 488% nos casos de dengue registrados no mesmo ano. Mas por que é tão difícil frear essas doenças e avançar para erradicá-las?

Testes imunológicos com equipamentos portáteis: conheça o PodiTrodi

Um dos problemas enfrentados é a centralização dos recursos para que mais localidades e pessoas tenham acesso a um diagnóstico eficaz. Em um país como o Brasil, em que há um sistema de saúde heterogêneo e uma grande área territorial, muitas pessoas não têm acesso adequado a serviços de saúde. Quando têm, faltam recursos e equipamentos para prestar um atendimento de qualidade, fator fundamental para a detecção e mapeamento de determinadas doenças.

Buscando colaborar para melhorar esse cenário, a CERTI participou de cooperação internacional para desenvolvimento do PodiTrodi (Point of Care Diagnosis for Tropical Diseases), um aparelho portátil que permite o diagnóstico rápido de doenças infecciosas no ambiente tropical.

Inicialmente focado na detecção da doença de Chagas, o equipamento foi desenvolvido de 2011 a 2014. Criado no âmbito do Acordo de Cooperação Técnica e Científica Brasil-União Europeia, com financiamento da Comissão Europeia e do CNPq, o objetivo do projeto foi desenvolver tecnologia portátil de diagnóstico para localidades sem acesso a laboratórios de análises clínicas para a realização de testes imunológicos

Como o PodiTrodi funciona?

O PodiTrodi é um equipamento de testes imunológicos e moleculares em um mesmo cartucho descartável. 

Baseado nas tecnologias de Real Time PCR e em uma fita de Immunoassay para teste imunológico, é possível detectar tanto o agente infeccioso – através da presença de seu DNA / RNA – como também a reação imunológica do paciente à doença. 

Esta estratégia dupla de detecção é muito importante, pois durante o início de uma infecção, geralmente há maiores concentrações do microrganismo na amostra e ainda não houve tempo de desenvolver uma resposta imunológica da pessoa acometida. 

Com a evolução da doença, o paciente acaba por desenvolver resposta imunológica detectável pelo Immunoassay. Como o agente infeccioso assume concentrações baixas, ou desaparece em fases crônicas e na cura, o teste híbrido dá uma cobertura completa, pois com um único exame pode se detectar a presença do agente infeccioso e o fato de ter havido contato ou não da pessoa com a doença.

PodiTrodi como solução inovadora para diagnóstico

O PodiTrodi é assim um aparelho bastante inovador, pois um único equipamento é capaz de fazer os dois tipos de testes – PCR e Imunológico – e detectar doenças tanto em sua fase aguda quanto crônica e após a cura. A solução foi inicialmente dedicada à doença de Chagas, mas que também pode ser usada para outras doenças infecciosas, como zika e dengue.

Nesse sentido, é importante destacar que a possibilidade de testes híbridos rápidos pode ser aplicada para a detecção de diversas doenças, o que torna o torna uma solução que se adequa à realidade brasileira, um país com dimensões continentais e que tem demandas por atendimento médico especializado em muitas de suas regiões remotas.

O objetivo da cooperação de gerar um protótipo conceitual foi atingido e serviu de base para o desenvolvimento de diversas soluções de diagnóstico rápido, em especial o imunológico com tiras reagentes.

Com relação aos testes de RT-PCR, ainda há desafios a serem superados em termos de soluções compactas para se tornar portátil todo o processo de preparação de amostra a um custo acessível. Outro item a ser resolvido para o RT-PCR é a obtenção de reagentes que tenham vida útil sem refrigeração e com robustez para armazenamento e transporte para localidades remotas.

Vantagens do PodiTrodi

A grande vantagem deste sistema de testes imunológicos e moleculares é a rapidez e a agilidade com que se conseguem os resultados. Além de facilitar a detecção de doenças potencialmente epidêmicas, trata-se de uma ferramenta essencial para auxiliar no diagnóstico, encaminhamento e tratamento adequado de pacientes.

Além disso, como é portátil, pode ser transportado pelos agentes de saúde e pelos profissionais de medicina da família em trabalhos de campo, especialmente em regiões mais afastadas dos pontos de atendimento ou que tenham sido atingidas por um determinado surto.

Isso é fundamental para levar atendimento de qualidade para pessoas que vivem em regiões de risco, ajudando no diagnóstico precoce de doenças, inclusive na fase assintomática, quando as chances de cura são muito mais elevadas.

Outro conceito importantíssimo por trás da solução é o georreferenciamento. Ao realizar o teste, o PodiTrodi grava as coordenadas geográficas do local em que foi feito. Com isso, essas informações podem ser repassadas para o sistema de gestão epidemiológica da região, colaborando para a identificação de um determinado surto e, consequentemente, para as ações de combate à doença.

Por exemplo: em locais em que se constata um surto de zika, doença transmitida pelo Aedes aegypti, podem ser tomadas medidas para eliminação do mosquito com visitas e ações preventivas junto à população para a contenção de novos casos.

Por tudo isso, o PodiTrodi é um conceito de solução pensada para as unidades básicas de saúde e os mais de 40 mil grupos organizados no Brasil de saúde e medicina da famíliaQuer saber mais sobre o projeto e os testes imunológicos e moleculares? Entre em contato com a CERTI e informe-se!

COMPARTILHE ESSE POST: