• pt-br
+55 (48) 3239-2000
comercial@certi.org.br
  • pt-br

Gestão de Qualidade na Indústria: quais as vantagens do sistema MES

COMPARTILHE ESSE POST:

A gestão da qualidade é fator central para o sucesso de uma indústria. Além de assegurar a satisfação do cliente, o controle da qualidade do produto garante a solidez dos negócios, aumentando a demanda do mercado por esse item.

No entanto, essa gestão não é fácil. Se um produto chegar ao mercado com problemas, por exemplo, pode ser tarde demais para impedir a repercussão negativa e os danos à imagem da empresa.

Por isso, é fundamental que seja realizada de forma proativa, isto é, que os gestores estipulem processos e sistemas que ajudem a identificar possíveis falhas e problemas ainda durante o ciclo de produção.

A seguir, entenda mais sobre a gestão de qualidade na indústria e como um Sistema de Execução de Manufatura pode ajudar nessa tarefa. Acompanhe!

Gestão de Qualidade na Indústria: quais os desafios

Boa parte dos problemas que acontecem na cadeia de produção tem uma causa em comum: a falta de padronização. Muitas indústrias ainda passam por dificuldades por não adotarem ferramentas e modelos de gestão que permitam padronizar processos, inclusive a gestão da qualidade.

Um exemplo são as empresas que, no chão de fábrica, ainda trabalham com registros manuais. Além da clara exposição ao risco de falhas humanas, a perda de informações é muito comum, assim como as falhas de comunicação.

O simples fato de um trabalhador deixar de anotar um dado pode gerar atraso e comprometer a qualidade na linha de produção.

Esse tipo de prática ineficaz também dificulta a compilação de dados, uma vez que eles devem ser checados e processados manualmente, um a um. Isso gera lentidão na hora de identificar e corrigir inconformidades, o que, por sua vez, leva a dificuldades para atender as normas e padrões de qualidade.

Como um Sistema de Execução de Manufatura contribui para a qualidade

O MES (ou Sistema de Execução de Manufatura) é uma ferramenta voltada para processos industriais, conectando e otimizando o fluxo de informações entre o chão de fábrica e a gestão.

Essa solução inclui recursos que permite fazer a gestão da qualidade na produção de ponta a ponta, inclusive com funcionalidades que ajudam na detecção de inconsistências e desvios.

Com um maior controle sobre os processos produtivos, há mais consistência na qualidade dos produtos finalizados. O resultado é uma redução nos custos e nos riscos relacionados à qualidade e às regulamentações do produto, o que proporciona à empresa concentrar-se na prevenção de problemas, e não na sua remediação.

As principais funcionalidades do MES relacionadas à Qualidade são:

  • Registros de checklists e inspeções – O MES disponibiliza para o chão de fábrica um sistema para o registro dos dados referentes à qualidade do produto ou processo. Estas medições podem ser feitas manualmente ou na opção de coleta automática.
  • Cálculo de índices estatísticos – com a coleta de dados é possível realizar cálculos de índices estatísticos como a capabilidade de produto ou processo, desvio padrão, média, mediana etc.
  • Interligação com Instrumentos de Medição – possibilidade de conectar o sistema a equipamentos para coleta automática de dados, tais como balanças, paquímetros, micrômetros, colunas de medição e leitores de código de barras entre outros.
  • Controle de documentos – Controle e visualização de documentos relacionados com o processo ou produto que está sendo produzido, como desenhos técnicos, folhas de instrução de trabalho, instruções entre outros.
  • Workflow de processo – Workflow refere-se ao fluxo de trabalho que pode ser adotado pela gestão de uma empresa a fim de aumentar a eficiência de trabalho, além de melhora contínua nos processos usados pelas equipes. Workflow é uma palavra em inglês que quer dizer fluxo de trabalho.

Outros benefícios do sistema MES para a gestão da qualidade que merecem destaque são:

  • Capitalização do conhecimento (knowledge management), permitindo a transferência e aplicação do capital intelectual;
  • Coleta de dados automatizada, evitando um controle de qualidade feito de forma manual e intuitiva;
  • Controle Estatístico dos Processos (CEP), para ações de prevenção, melhoria da qualidade e redução de custos e desperdícios;
  • Controle e visibilidade de ações corretivas, fornecendo informações sobre possíveis falhas na produção e imperfeições no produto, o que ajuda a reduzir o refugo.
  • Rastreabilidade das informações de ponta a ponta e em tempo real, tornando possível detectar o momento exato em que uma falha ocorre;
  • Registros de medições confiáveis, já que são feitos de maneira automatizada, sem a necessidades de anotações manuais;
  • Sistema de gestão integrado, ligando o MES ao ERP e outros componentes utilizados pela empresa.

MES: gerenciamento de qualidade integrado

Assim como o MES ajuda na gestão da qualidade, ele tem importância fundamental para monitorar a eficiência de todo o processo produtivo.

De fato, a ferramenta é uma aliada essencial para reduzir custos a partir da identificação de gargalos e perdas, bem como de uma maior controle sobre as movimentações de materiais e o funcionamento das máquinas e equipamentos.

O uso do sistema MES também permite uma redução dos riscos relacionados a falhas operacionais e paradas não programadas das máquinas e equipamentos. Isso é vital para garantir o bom funcionamento desses componentes e sua máxima performance.

Com os equipamentos funcionando no seu melhor e a redução de falhas e do refugo, a consequência natural é a redução dos retrabalhos e da necessidade de ajustes, o que se reflete em um aumento na produtividade.

O MES também está diretamente relacionado ao OEE, um dos mais importantes indicadores da indústria, que permite aos gestores entender com mais detalhes a qualidade, a performance e as disponibilidades dos equipamentos.

Por fim, é necessário citar a importância no sistema MES na tomada de decisões mais assertivas, registrando e fornecendo aos gestores dados sobre todas as atividades do chão de fábrica. Essas informações podem ser transformadas em relatórios, gráficos e planilhas, que possibilitam analisar a fundo todo o processo produtivo

A qualidade é um elemento fundamental em qualquer projeto e deve ser foco inicial para a implementação do MES. A Fundação CERTI atua no desenvolvimento de sistemas adequados para seus clientes, personalizando-os de acordo com as prioridades do projeto. Ficou interessado? Conheça o MES CERTI e como podemos ajudar a sua empresa. Fale com nossos especialistas!

COMPARTILHE ESSE POST: